30 junho, 2010

Como fazer meu TCC a metodologia

A essas alturas muitos já entregaram seu trabalho e estão esperando apenas a data para apresentação - olha só que maravilha!Viram como foi perfeitamente possível? rs. Mas pros que ainda estão iniciando seu trabalho, mais especificamente o projeto, vou tratar agora de uma questão fundamental da qual ainda não tinha falado nada sobre: a metodologia.
A metodologia é o "como fazer" o trabalho. Assim, no "grosso", eu direi a vocês que a metodologia é o conjunto das técnicas e métodos que você vai utilizar em sua empreitada. Vamos àqueles exemplozinhos beeeem mandrakes (na minha opinião, claro!): a viagem a Paris.

- Você decidiu que vai viajar e já sabe pra onde (tema): viagem a Paris;
- Você já decidiu o que vai fazer por lá (objetivo geral): tentar se divertir vendo gente bonita e indo aos pontos turísticos da cidade;
- Você já sabe o porquê de ter que fazer essa viagem (justificativa): por que você está cansado e precisa de um tempo para relaxar e por a cabeça em ordem. Isso vai trazer grandes benefícios, pois você vai conseguir pensar melhor em tudo o que aprendeu durante seu curso (relevância acadêmica); você vai estar com a cabeça aberta para novos temas importantes a serem investigados por um profissional competente como você (relevância científica); e você voltará desta viagem renovado para fazer novas amizades e para intreagir melhor com as pessoas à sua volta (relevância social);
- Você já sabe como fazer sua viagem. Ah, não sabe, não? Então vamos pensar sobre isso A-GO-RA! Primeiro de tudo: que meio de transporte você vai utilizar para chegar a Paris? Daqui de Manaus só se sai de barco ou de avião, então eu, por exemplo, teria que ir de avião. De que companhia aérea? Gol? Tam? Oceanic Airlines. Classe executiva ou econômica? No meu caso, econômica, claro! O que fazer durante o vôo, que normalmente é muuuuito chato? Ler? Ouvir uma musiquinha no mp3? Você decide. E quando chegar a Paris, vai se hospedar onde: no banco da Place de la Concorde (Praça da Concórdia, onde foram executados Luís XVI, Maria Antonieta e Lavoisier - bem sugestivo pra quem tá viajando sozinho...)? Na recepção do Louvre? Um hotelzinho seria melhor, né? Poisé. E os passeios, vai fazer como? A pé? A cavalo? Bondinho?
Então, deu pra entender (mais ou menos) pra que serve a metodologia? Experimente ir respondendo todas essas perguntinhas feitas acima e no final você tera, efetivamente, planejado a melhor maneira de fazer uma viagem à belíssima cidade de Paris, sem correr mais riscos do que o necessário (imprevisos acontecem, inclusive na execução de um trabalho acadêmico, sabia?).
Certo, aí você olha pra mim, chateado da vida, e manda: mas Shirley, minha santa, e quanto aos métodos? e as técnicas? Como saber quais são e quais usar no meu trabalho? Bom, gente, eu não sou exatamente especialista nisso, mas entendo o método como um passo-a-passo que vai ajudar o acadêmico a chegar às causas, efeitos, origens ou qualquer coisa que se queira saber sobre determinado fenômeno (no caso, o que ele se propôs a investigar, o seu tema já delimitado). Eu sei que existem alguns métodos perfeitamente usáveis, dividindo-se estes em Métodos de Abordagem e Métodos de Procedimento.
Os métodos de abordagem se referem, vamos dizer assim, à forma como você vai raciocinar sobre o fenômeno. Podem ser dedutivo, indutivo e dialético. Deixa eu ver se consigo fazer vocês entenderem do que se trata cada um deles.

- o método dedutivo: dizem que um tal de Descartes foi quem criou esse método e, segundo ele, qualquer idéia pode ser eclarecida por meio de um raciocínio lógico. Exemplo:

No hospital chamado "Estou aqui mais já vou sair" foi adotado um processo de trabalho em enfermagem bastante acessível aos profissionais, processo que tem como objetivo a humanização do cuidado em enfermagem. a direção do hospital começou a receber comentários positivos dos pais das crianças internadas em sua uti neonatal, com elogios ao comportamento da equipe de trabalho e ons instrumentos por ela utilizados no cuidado com seus parentes. O que se pode deduzir dessa situação? Se realizarmos uma investigação sobre esse fenômeno, é lógico que pelo menos uma das conclusões a que se vai chegar é que o referido procfesso de trabalho está tendo bons resultados e que o mesmo conseguiu chegtar a um cuidado menos parcial e fragmentado. É ou não é? Descartes diria que, por ser uma evidência, essa conclusão é verdadeira. Entendeu, né?

Vou dar um exemplinho ainda mis fácil de entender:

Todo homem é mortal (afirmação universal, se refere a TODOS os homens);
João é homem (afirmação particular, se refere a um homem em particular);
Logo, João é mortal (a conclusão lógica).

Parte-se, portanto, no método dedutivo, da afirmação geral e vai-se buscando as particulares, até chegar uma conclusão lógica.

- o método indutivo: um rande opositor do método cartesiano foi Francis Bacon, para quem o racionalismo dedutivo não seria suficiente para explicar um fenômeno por ser, digamos assim e sendo repetitivo mesmo, racional demais. Para Bacon era fundamental que houvesse a observação do fenômeno em análise, e buscar ver se exitem semelhanças deste fenômeno com outros já ocorridos. Vamos usar o mesmo exemplo acima:

No referido hospital "Estou aqui mas já vou sair" houve, de fato, essa série de elogios por parte dos pais das crianças intrnadas na UTI neonatal. Porém, se levantarmos nosso bumbum da cadeira e partirmos para a observação de tudo o que acontece na referida UTI, de repente podemos perceber que, além do processo de trabalho implementado, também houve um acréscimo de profissionais pelo hospital, assim como uma campanha pela humanização do tratamento em UTIs, projeto de uma universidade local. Se formos juntando os enunciados referentes a esta situação, temos que:
- foi implementado um novo processo de tratamento;
- houve um aumento no quadro de enfermeiros, o que reduziu a carga horária nos que jpá trabalhavam por lá, gerando um atendimento mais tranquilo e menos tenso por part da equipe;
- implementação da campanha pela humanização no trabalho dos enfermeiros. campanhas geralmente atingem um objetivo, ainda que parcial.
Então, com base nestes fatos OBSERVADOS no local podemos ser levados (ou INDUZIDOS) a concluir que todos influenciaram nas mudanças ocorridas na UTI e percebida pelos pais dos pacientes. Percebeu que foi percorrido um caminho diferent do método dedutivo?

Olha esse exemplo mais facinho de compreender:


O calor dilata o ferro (afirmação particular);
O calor dilata o cobre (afirmação particular);
O calor dilata o bronze (afirmação particular);
O ferro, o cobre e o bronze são metais (correlação entre as afirmações)

Sacô? que maraviiiiiiiiiilha! :-D
Logo, o calor dilata os metais (afirmação universal, geral);.

- o método dialético: esse é mais complicado de explicar, ó! O que eu posso dizer que entendo deste métodos é que ele se opõe a todo conhecimento rídico demais. O método dialético procurar uma investigação de todos os ângulos de um fenômeno, inclusive os que se opõem ao pensamento atual. Deixa eu ver se consigo exemplificar, usando o mesmo exemplo da UTI neonatal:

Na UTI neonatal do hospital "Estou aqui mas já tô saindo" a ireção recebeu vários elogios dos pais dos pacientes sobre o cuidado ministrado a seus párentes internados. Por outro lado, a direção também recebeu críticas de alguns pais, que reclamaram de uma ou outra atiude de enfermeiro Fulano de Tal. Ou seja, o mesmo fenômeno se contrapõe através da visão dos parentes. tudo depende muito do momento que eles estão vivendo, assim como do momento dos profisisonais que estão cuidando dos seus filhos.

Bom, é o que eu entendo. Imagine um trabalho sendo realizado pelo método dialético, a riqueza de informações que se irá obter!

Convido para vir aqui opinar sobre os métodos alguém realmente especializado e entendido no assunto - faça do BTA a sua sala de palestras, ok? :-D

Queridos leitores, ainda preciso falar sobre os métodos de procedimento, além das técnicas de pesquisa, mas vou deixar para um novo post, senão esse aqui vai ficar muito cansativo. Me aguardem, tá?

14 comentários:

  1. ADOREI....SERÁ DE GRANDE VALIA!!!ABRAÇO...LILIAN

    ResponderExcluir
  2. Queria que vcs criassem uma preparação para um tcc-montando uma empresa,especificando tudo inclusive o capital inicial.

    ResponderExcluir
  3. isso é urgente preciso da ajuda de vcs,,,,obrigada!

    ResponderExcluir
  4. INCRIVEL!!!!!fica fácil compreender assim, obrigada pela ajuda.

    ResponderExcluir
  5. ACHEI ÓTIMO SUAS EXPLICAÇÕES

    ResponderExcluir
  6. Muito Obrigada mesmo!
    Você me ajudou a me encontrar neste trabalho!
    Sua explicação foi esplendida!
    Meus professores fazer isso parecer um bicho de 200 cabeças!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, excente maneira de esclarecer o assunto, se me permite irei passar seu endereço para minhas colegas.

    ResponderExcluir
  8. desculpem "excelente"

    ResponderExcluir
  9. gostei, ajudará muitas pessoas como eu, se tiver a sorte e encontrar este site!

    ResponderExcluir
  10. continuem ajudando as pessoas a se encontrarem com seus artigos.

    ResponderExcluir
  11. Vlw galera!!!
    Agora e bola pra frente
    Uniplan, Aguas Claras DF

    ResponderExcluir
  12. Daniel Sabóia!!!
    Samambia DF
    Firmeza total
    Uniplan
    Brasilia

    ResponderExcluir
  13. adorei, muito bom... mim ajudou muito no meu tcc :)

    ResponderExcluir